domingo, 15 de julho de 2012

DEUS QUER RESPEITO E O ANTÔNIO NOGUEIRA TAMBÉM

Está certo que a publicidade é o novo nome da arte de mentir, de trapacear, mas tudo tem limite.
Na campanha eleitoral fora de época do huno de destroi Belém, (com a devida vênia do Paulinho Bemerguy), um comercial encerra com versos da Mensagem do António Nogueira:

Até os bandidos tem um código de ética, os assassinos despresam os ladrões e, todos juntos os estrupadores, que na mesma moeda terão que pagar.

Sem duvida D2 é um cabra inteligente, todo malandro é, mas culto, ilustrado, polido?
Se perguntarem pra ele que achou da Mensagem, vai achar que é "Mensagem anual do executivo ao legislativo".
Se perguntarem pela menção ao Fernando no comercial, vai se aborrecer: quem mandou falar do Fernando Flexa?
Proponho ao autor desta profanação, o usurpador infame do texto, que pergunte ao D2 se ele gostou da poesia do Antônio Nogueira usada no comercial. Se ele contar pra gente a resposta do meliante, nós o retiramos da lista dos renegados fraudadores.

Qual foi a intenção deste redator ao perpetrar este absurdo?

Foi dar um toque de classe ao breguérrimo Doce-mar [de lama]?
Foi querer demonstrar erudição? Aí o tiro saiu pela culatra, quem tiver erudição para perceber a autoria dos versos, vai pensar em heresia.
Vai dizer: pobre Fernando António, tá se revirando no túmulo dos Jerônimos.

Mas se a intenção foi dignificar a obra, fruto de inimagináveis falcatruas, de incomensuráveis roubalheiras mostrando-a como vontade de Deus e seu autor um sonhador que sonha um sonho coletivo, aí já é manipulação de mais.
Já foge à Ética da própria bandidagem.
P.S.: Agradeço aos caros anônimos pela revisão do texto. Dislexia não tem cura e o revisor não funciona no iPad. Vamos ter que conviver com isso.

Um comentário:

  1. Luiz Mário de Melo e Silva16 de julho de 2012 07:13

    Deus é bandido? Pelo andar da carruagem, sim.

    ResponderExcluir