quarta-feira, 7 de novembro de 2012

PPS: PARTIDO POPULAR SEM-Vergonha

É constrangido que escrevo este post, mas considero meu dever moral.

É VERGONHOSA A POSIÇÃO DO PRESIDENTE NACIONAL DO PPS.

Eu fui filiado ao PPS, apesar de discordar da posição do partido quanto aos momentos heróicos da resistêcia à violência da ditadura militar, e do renegar apressado da importante experiência do "Socialimo Real", que muitos consideram o fenômeno histórico que definiu o século 20.

O PPS fez parte do primeiro governo Lula, e, com o escândalo do Mensalão, Roberto Freire precipitadamente, sem que ao menos se tivesse clareza do que acontecia, propõe o rompimento com o governo levando à divisão do partido e a saída do Ciro Gomes, que defendia que o partido continuasse apoiando Lula.
Desde então Freire passou a ter, em relação ao PT e ao Lula, uma reação mais patológica que política.

Eu fui vítima da perseguição política do PT quando fui presidente da ADUFPA, queriam me proibir de falar, fizeram de tudo para me derrubar e ainda eram apoiados pela reitoria, mas nada disso me cegou, me traumatizou. Hoje mesmo conversei com o Babá, que nas assembleias me chamava de filhote do Sarney, e, que, pasmem, pinta o cabelo, sobre seus planos futuros no Rio de Janeiro.

Os avanços do governo Lula no campo social, na educação superior, nos programas de apoio ao desenvolvimento da ciência e da tecnologia e sua política externa independente eram inquestionáveis, entretando o PPS continuava naquela mesma lenga-lenga udenista, falso moralista.

Não era mais a minha praia. Caí fora porque discordava.

Agora não é mais questão de discordar, é de deplorar e denunciar.

Roberto Freire é um dos poucos intelectuais no exercício de mandato parlamentar. Quem tiver idade para tanto, se recordará de sua brilhante participação como candidato à presidência da República.

Se não há indícios de ele foi acometido de doença neurológica, que comprometeu-lhe as faculdades mentais, o que aconteceu com sua capacidade crítica de matriz Marxiana, já que na revisão o PPS, para ser mais light e chic deixou de ser Marxista, para ser Marxiano?
Para onde foram as teorias de Gramsci que dominava tão bem para interpretar o "ideológico" dos discursos de Veja sua nova referência intelectual?

Se ele não está biruta, tantã, nem comeu manga verde com febre como é que ele acredita na Veja. Um panfleto ordinário, que pratica anti-jornalismo, irresposável que acusa sem provas e, baseado nela se une aos escrementos do Congresso Nacional para pedir ao Ministerio Público que abra investigação contra Lula?

Se ele conseguir um atestado de sanidade mental e pontuação razoável em um teste de Qi, logo só lhe resta uma definição.

1- Safado
2- Sem vergonha
3- Mal intencionado
4- Vendido

Escolha uma.

P.S.1: Jordy, que eu sei que tens feito oposição no Diretório Nacional a este radicalismo de Freire, abandona esta canoa furada. Isto não vai te levar a nada.

P.S.: Agora analisando a sigla do partido PPS se vê que ela já trazia uma indicação de tendência direitista. Na Europa normalmente os PPs Partidos Populares são de direita, o mais famoso é o PP espanhol do ex-PM José Maria Asnar.
O S de Socialista estava no partido do Hitler, Partido Nacional Socialista.

5 comentários:

  1. O Pepsi começou a perder o rumo tão logo foi criado da forma como foi criado. Jordy ajudou a escrever essa história sem rumo por isso continua no PPS, além disso pra quê se índio na tribo dos outros ele prefere ser cacique mesmo que seja no PPS

    ResponderExcluir
  2. Fiz oposição ao Roberto Freire desde que ele foi Ministro do Collor de Mello.
    ode

    ResponderExcluir
  3. Bem.
    Uma investigação se abre simplesmente se houver indícios de prática criminosa por alguém.
    Caberá ao Ministério Público dizer se isso existe ou não em relação a Lula, já que estão aparecendo novas provas e novos testemunhos dando conta de que Lula tinha pleno conhecimento do Mensalão.
    Agora confesso que não entendo sua crítica a Roberto Freire. Ele não tem o direito de se posicionar politicamente?
    O fato de Lula ter tido alguns bons projetos sociais em seu governo o isenta da atuação republicana de uma oposição?
    Os fatos publicados pela revista Veja só merecem credibilidade quando são contra um Collor ou um Maluf?

    ResponderExcluir
  4. Bem.
    Uma investigação deve ser aberta se houver indícios de cometimento de crimes por parte de alguém.
    Nesse caso quem vai dizer se há ou não é o chefe do Ministério Público. Pedir investigação contra alguém, nada mais é do que um direito garantido pela Constiutição. E, no caso, não há qualquer absurdo com o pleito, já que estão aparecendo novos depoimentos dando conta de que Lula tinha pleno conhecimento do mensalão.
    E por falar em Lula, o fato de ele ter levado a cabo bons projetos sociais não lhe dá qualquer imunidade criminal ou mesmo o isenta da atuação republicana da oposição!
    Causa-me espanto que alguém critique outro dessa forma por pura simpatia política a outro.
    Quanto a revista Veja, vejo que vc deve achar que ela só merece credibilidade quando publica fatos criminosos contra Sarneys, Malufs e Collors. se for contra Lula ou o governo do PT, ela é só "um panfleto irresponsável que acusa sem provas".
    Mas pelo final de seu artigo pude ver que vc é um preconceituoso. Acha que a direita é um mal e que a esquerda é o bem de forma apriorísta.
    Uma pena.

    ResponderExcluir