terça-feira, 15 de janeiro de 2013

ASSIM NÃO DÁ, ASSIM NÃO PODE:TO MARISE WITH LOVE

Frequentador diário do Flanar, por alguns dias não flanei por lá.
Ligo pra Marise, assuntos ufpeanos, ela me pergunta:
Já fizemos as pazes?
Por que, brigamos?
Não viste, transcrevi teu post sobre o secretariado do Zenaldo no Flanar e estão metendo o pau.
Vou dar uma olhada, comento e te respondo.
Ela viajou não me cabendo, assim, "direito de resposta".
O assunto já esta frio, mas pra não dizer que corri da briga, lá vai ela.


A Marise é politicóloga, jornalista, comunicóloga, passeia pelo mundo dos significados e dos significantes.

Ela sabe que o meu blog é multimídia, verbivocovisual como diriam os concretistas.

As palavras, o uso de fontes de tamanhos e cores diferentes e as imagens integram um conjunto indissociável.

Quando ela publicou o texto sem as imagens, tudo perdeu sentido original, o carater irônico, satírico e virou outra coisa.

Já imaginou uma história em quadrinho da qual se extraia só o texto.

Mas mesmo capadotexto não é dúbiotexto basta ler direitinho o que eu escrevi.

Começando pelo título:

O NOVO GOVERNO ZENALDO É VELHO

A contradição absurda só pode ser ironia, que se aprofunda:

O novo governo municipal só não pode ser acusado de novo...

Depois explico a origem da formação do grupo de tecno-burocratas. Queria ressaltar a sua formação de origem Cepalina (Celso Furtado, Chile, Allende) e a contradição disso com os anos da ditadura, os links encaminhavam para isso.

"Ele é composto, em parte, por integrantes do mais competente grupo técnico que a burocracia estatal paraense formou. Sua origem remonta ao IDESP, entregue por Aluísio Chaves a Fernando Coutinho Jorge recém chegado do ILPES-CEPAL....."

Agora o parágrafo que levou meu couro a sagrar no pelourinho virtual, vamos por partes:

Em suma, é o pessoal que entende e fez a máquina estadual e do município de Belém funcionar nos últimos 30 anos.

Vejam o que eu disse: é o pessoal que entende da MÁQUINA e a fez FUNCIONAR. Quando se fala em máquina em um contexto como esse, normalmente é à burocracia a que nos referimos. De pessoas que dominam todas as pajelanças contábeis, das auditorias, das mais recônditas alças dos intestinos gangrenados da burocracia estatal, que são controladas por "tranca-cofres" cibernéticos que de repente, fecham as torneiras das transferências federais, às vezes, por míseros centavos não recolhidos à Caixa, à Previdência, ao Fundo tal, etc.

São elas que avisam aos Secretários:

-Secretário, avise ao governador que vão contingenciar R$1.960.000,00 do Fundo de Participação, porque a Cosampa está devendo R$15.000,00 do refinanciamento do débito com o FGTS.

O governador pró-presidente da Cosampa

...

-Porra, Fulano, estes teus filhos da puta se esqueceram de pagar uma dívida com o FGTS e vão contingenciar R$1.960.000,00, te vira e manda pagar logo essa merda se não nós vamos pro CADIN.

É este o papel que se espera de uma burocracia eficiente, nada mais.

Foram destas pessoas, saidas da escola IDESP-SEPLAN, portanto da área de planejamento, gestão, execução orçamentária e política fiscal a que eu me referí.

Eles não são responsáveis por ruas esburacadas, sujeira pra todo lado, baixadas abandonadas, violência absurda, corrupção galopante, pelo fato da nossa cidade estar com os piores índices nacionais, alguns internacionais em qualquer categoria.

Estas são ações de governo.

Ainda assim RESSALVEI

Se não mudaram o mundo?

Bem, isso aí, já é outro papo...

POR QUE RESSALVA ?

Porque sei que o papel de mudar não é dos burocratas, portanto, que não se cobrasse deles, como fizeram.

Quem muda, ou pode mudar, ou também conservar, que é uma espécie de mudança. Uma mudança para impedir a mudança É A POLÍTICA.

Concluí o bloco, para não constranger, parnasianamente.

Mas é fato, que sem essa turma na burocracia estadual ou no município de Belém, vacas costumaram frequentar assiduamente a região brejeira.

Mas vamos lá, se para em nome da clareza é preciso dar nome aos bois que voaram para o brejo.

Governos do PT:

AJ processada por improbidade porque foi mal assessorada.

EdR processado por improbidade porque foi mal assessorado.

JB, HG, AG, SJ, NÃO.

Vamos combinar AJ e EdR são improbos e JB,HG,AG, SJ probos.

É ou não é fato, que sem essa turma na burocracia estadual ou no município de Belém, vacas costumaram frequentar assiduamente a região brejeira?

Como parece que ninguém leu as linhas e as enormes, entre linhas, da segunda parte do texto fico por aqui.

Flavio Nassar

5 comentários:

  1. Ah, professor Flávio, até quando resistirá o texto sem leitores que saibam ler?
    A ironia, que já legou grandes obras ao mundo, hoje é uma ilustre desconhecida no tempo sem graça e sem inteligência no qual vivemos.
    O senhor não é o primeiro nem será o último, espero em Deus (sim, pq. é preciso manter as últimas trincheiras do que ainda resta de agilidade mental no país). Mas o fato é que cada vez mais é preciso escrever Ivo viu a uva e desenhar do lado o garotinho olhando aquele cachinho arroxeado. Coisa politicamente incorreta, aliás: pq. só Ivo pode ver a uva? Pq. não Iva vê a uva? E pq. uva, fruta estrangeira, qd. temos aqui o açai?
    Voltando ao seu texto: louvo-lhe a generosidade em tentar explicá-lo aos exegetas, mas temo que, ao oferecer a outra face, vá ainda apanhar mais porrada (pronto, falei nome feio, ah, meus Deus, vão descobrir que sou agressivo e preciso de terapia). E sou covarde, porque sou anônimo (serei o amor que não ousa dizer seu nome?). Ih, serei homofóbrico? Será que vai sobrar um pouquinho de lição de moral pra mim também?
    Uh, agora já sabem que sou masoquista então não vão me bater que é pra não me alegrar.
    Enfim, seja disléxico como quiser, mas não seja ingênuo: os pessoais não vão gostar do senhor nem o senhor desfilando descalço, vestido de saco e coberto de cinzas, pq. tá na cara que o senhor é malino e, sob as cinzas, aparece, muito claramente, o seu sorrisinho sacana.
    Viva a inteligência.

    ResponderExcluir
  2. 1) A Marize é mesmo linda.

    2) Só não entendi o "d" zinho ali, ou será que tou lendo a sigla errado?

    3) Super texto, como sempre. Do cacete.

    ResponderExcluir
  3. Professor, essa Marise é muito novinha, por isso ela não entendeu seu artigo.

    ResponderExcluir
  4. Marise Rocha Morbach16 de janeiro de 2013 16:08

    Flávio, adorei a postagem. O anônimo das 17:13 tem razão: "essa Marise é muito novinha, por isso ela não entendeu o seu artigo"; rs. Prometo que dá próxima vez que levar uma postagem sua ao Flanar, vou colocar conforme a sua postagem aqui. Branco, obrigado pelo linda, rs. No mais, beijos Turco, e gracias pelo amor que você me dedica, rs.

    ResponderExcluir